quarta-feira, 29 de agosto de 2007

indagação.

Durante uma madrugada fria, me pego com olhos franzidos, olhar distante e testa enrugada pensando sobre o amor. Aí, me dei conta que apesar de amar, eu não sei o que é amor. Posso ter uma idéia vaga, mas não entendo. Tentei escrever um pouco, para ver se clareava as idéias, mas não. Acho que não entendo por ser um sentimento muito paradoxal. É engraçado não entender algo que se sinta com tanta intensidade. Pelo menos, acho que o que sinto é amor. Mas o que sei sobre amor? Para mim, sempre tudo é tão abstrato. Eu sou abstrata, talvez por isso eu sinta necessidade em definir conceitos, mesmo sabendo que, a maior definição de todas é sentir. Têm coisas que não precisam de palavras correspondentes. Mas vejo que, nunca consigo nomear o que sinto e, nem sempre isso é bom. Uma confusão da cabeças aos pés, ela é tão intensa. Ainda bem que tenho apenas metro e meio, acho que se tivesse mais, eu não dava conta.

2 comentários:

renata. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
renata. disse...

-
amor é verbo intransitivo. dispensa explicações. é de sentir. de olhos fechados. é o toma, e não devolve não. é um sentir, antes do sentir. essa coisa inexplicável, que te deixa fora do chão. da realidade. ai!