quarta-feira, 16 de abril de 2008

das decisões.

Eu que já sou toda tempestade, pioro em dias de chuva e cinza. Aliás, dias assim não combinam com tomar decisões. Eu já tinha deixado passar tempo demais. Eu sabia que precisava (e preciso) voltar lá. Mas às vezes, o caminho de volta é mais difícil, principalmente quando é necessário ir juntando as pecinhas do quebra-cabeça. Do seu quebra-cabeça. Do quebra-cabeça da sua mente complicada. Dos desejos esquecidos e abafados. Das questões mais viscerais, que passam a não ser mais viscerais, porque para seguir enfrente, é preciso colocá-las para fora e se ouvir. A pior parte, escutar a sua voz ecoando na sua cabeça após ter assumido o que não queria. Respirei fundo, liguei e marquei. Meio insegura. Com medo, mas marquei. Eu que sempre fui auto-suficiente, estou percebendo que sozinha não estou dando conta. Não sei se isso é fraqueza ou coragem, mas foi a forma que encontrei para começar a sair desse lugar confortavelmente descofortável no qual cai há quase dois anos.

10 comentários:

Laís disse...

"começar a sair desse lugar confortavelmente descofortável no qual cai".

entendo...é muito engraçado, como certas coisas e certos pensamentos...se parecem quando vc procura uma luz, mas é mais confortável saber que não é só vc que passa por tal situação!Acho que isso te dá coragem!

bjus!

Emely disse...

Eh Agora o Cinza tomra outras cores...Abra os OLhos e Verá =)

*pAz

isabela cordaro disse...

dias de chuva nos deixam mais nostalgicos...
mas sempre é tempo para decisões, mesmo nesses dias!
beijo lialinda

c. disse...

Acho que ao assumir que sozinha você não está dando conta e decidiu ir buscar uma solução não é fraqueza, de modo algum. É dar um passo firme naquilo que você acredita que é o melhor pra você agora. Eu vivo num lugar confortavelmente desconfortável. Acho que a cada ano eu arrebento uma parede e vou deixando o sol entrar, mas ainda não consegui ir embora daqui. Enfim. Eu acho que te entendi. Boa sorte no que quer que seja.
Beijinhos.

Lia. disse...

Laís, eu adoro quando estou lendo uns blogs afora e me identifico com os escritos. Sei lá, me sinto acolhida. É bom saber que ' não sou só eu'. Beijos

Emely, você sempre traz as cores. Obrigada :)

Camille, linda a imagem: 'acho que a cada ano eu arrebento uma parede e vou deixando o sol entrar'. Só de deixar o sol entrar, é um grande passo...renova as energias. Sorte para todas nós, sempre. Beijos

Isa, os dias nostálgicos são bonitos, nénão? Beijinho de paçoca

Emely disse...

Otimo fds bem COLORIDO!
=*

Pipa disse...

Isso pra mim é sinônimo de muita coragem, Lia. Tenho certeza de que você sairá desse lugar confortavelmente desconfortável logo logo. E eu fico aqui torcendo para que tudo dê sempre certo pra ti.

beijoca!

Lia. disse...

Pipa, você é muito querida. Muito mesmo. Obrigada pelo carinho e essa força é recíproca :) Beijo

Lidiane disse...

Nem fraqueza, nem coragem.
É amadurecimento.
A percepção de que a vida está sendo, e que ficar parada, não adianta.

Beijos e boa sorte.

Lia. disse...

Obrigada, Lidiane! Beijos