domingo, 1 de julho de 2007

saci-pererê.

Hoje é domingo pé de cachimbo.

Têm semanas que gosto de domingo em outras, não suporto.
Quando faz sol e dia colorido, gosto.
Quando faz chuva e dia cinza, não gosto.

Só tem uma coisinha que, todas as semanas aprecio no domingo: a calma e o silêncio.
Nunca vi alguém com pressa e barulho vindo da janela logo pela manhã. Sinto que, aos domingos, os pássaros cantam mais, as pessoas respiram e, os paulistanos são capazes de sorrir. É sorrir, mas apenas até as 6 da tarde, antes de bater a síndrome do domingo: 'amanhã já é segunda-feira'.

E que venha julho.

3 comentários:

isabela cordaro disse...

não gosto de domingo, é um dia tedioso.
mas eu nasci numa linda manhã de sol de um domingo, segundo mamãe...

renata. disse...

-
domingo, quase sempre, tem jeito de angustia.
não sei bem. todo fim de alguma coisa causa um pouco de angustia. e, domingo, é o fim da semana.
e vem, em seguida, a odiosa segunda. arf!

que é o começo. começos são bons, mas geram tumultos de informações internas.

isso tudo faz parte. domingo é dia de descansar e isso é bom!

nhaaaaaaaaaamo!!!

renata. disse...

p.s: mudei o endereço do meu blog. que agora é esse daqui.